Perda Auditiva

Um fenômeno muito comum

 

Há mais de 700 milhões de pessoas com perda auditiva no mundo. A razão para esse aumento é que estamos expostos a uma quantidade impressionante de ruídos ao nosso redor.

Não é apenas um problema relacionado com a terceira idade

 

É um preconceito afirmar que a perda auditiva afeta somente pessoas da terceira idade. Cinquenta por cento das pessoas com perda auditiva estão abaixo dos 65 anos de idade e muitos são crianças e adolescentes.

Perda Auditiva em Adultos

 

A diminuição da acuidade auditiva pode ser considerada parte do processo de envelhecimento, porém não significa que a perda auditiva deva ser aceita passivamente já que afeta a qualidade de vida e a comunicação com a família e amigos. Surpreendentemente muitas pessoas convivem com a perda auditiva durante anos, mesmo tendo a possibilidade de assistência a seu alcance. Muitas vezes é necessário que a família pressione a pessoa a procurar auxílio profissional.

 

Aparelhos Auditivos podem ajudar

 

Aparelhos auditivos não podem restaurar a sua audição por completo. No entanto, podem fornecer uma qualidade de som melhor aprimorando a comunicação.

 

Os aparelhos auditivos podem trazer de volta os sons que você pode ter deixado de ouvir há anos. Sons do cotidiano, como um relógio, água gotejando, a televisão, o carro, passos em pisos duros, as vozes das crianças, música, portas batendo, o riso, ferramentas, máquinas, etc. podem ser reintroduzidos no seu dia a dia.

 

Ter uma perda auditiva não significa apenas ser incapaz de ouvir bem e alto o suficiente. Algumas pessoas podem também experimentar dificuldades auditivas dentro intervalo de frequência específica e mesmo estreito. Isso pode resultar no que é conhecido como uma "perda de discriminação", sendo possível ouvir o discurso, mas não entendê-lo.

 

Você sabia que ...

 

  • Perda auditiva em crianças afeta a linguagem da criança e o desenvolvimento social.
  • Um número crescente de jovens tem zumbido no ouvido devido a exposição diária a ruídos.
  • Muitas pessoas adultas tiveram uma perda auditiva por anos antes de procurar ajuda.

Perda Auditiva na Infância

 

Para as crianças, a audição desempenha um papel crucial no desenvolvimento da fala e da linguagem. Se não tratada, uma perda auditiva pode afetar negativamente a capacidade das crianças de aprender, comunicar e socializar. Portanto, é importante identificar perdas auditivas em crianças o mais cedo possível.

 

Felizmente, a intervenção precoce e a triagem neonatal estão se tornando mais presente em muitos países. Quando combinado com amplificação adequada, o acesso das crianças à linguagem e à comunicação pode ser significativamente melhorada. Não há nenhuma razão para que uma criança com problemas auditivos não possa ter uma boa infância e desenvolver-se normalmente. Procure especialistas qualificados indicados pelo seu médico.

 

Fatos sobre a perda auditiva na infância

 

  • De 3 a 4 em cada 1000 recém-nascidos têm alguma perda auditiva significativa;
  • A perda auditiva em crianças pode ser hereditária, genética ou causada por doenças ou lesões adquiridas;
  • Cerca de doze por cento das crianças entre seis e 19 anos têm uma perda auditiva induzida por ruído;
  • Estudos têm mostrado que os aparelhos auditivos podem ajudar decisivamente na linguagem e no desenvolvimento das crianças.